Mapeamento Genético

derma

O mapeamento genético tem por objetivo identificar a estrutura genética do paciente e auxiliar o diagnóstico precoce de uma condição de saúde. Pode, por exemplo, oferecer sólidas evidências sólidas de que uma doença hereditária ligada a um ou mais genes. Ou identificar precocemente restrições alimentares.

Por meio do mapeamento de informações genéticas, também é possível antever os principais sinais do envelhecimento cutâneo, de acordo com as características genéticas presentes no DNA. Dessa forma, o mapeamento ajuda a tomar medidas preventivas para ter uma pele mais jovem, bonita e saudável por mais tempo.

Exame Genético iGenesis

Esse mapeamento leva em consideração a relação entre genética e alimentação na manutenção da saúde, do bem estar e do controle de peso.

É realizado para personalizar o programa de alimentação, determinando proporções ideais de carboidratos, proteínas e lipídios, de acordo com as predisposições genéticas observadas.

Sendo assim, os cinco módulos que compõem o iGenesis exploram essa relação existente entre alimentação e genética, complementando-se entre si. O objetivo é permitir a máxima personalização da dieta, visando a saúde e o bem estar do paciente.

  • Controle do peso: estudo do metabolismo dos carboidratos, proteínas e lipídios para identificar a característica alimentar de macronutrientes. Visa à obtenção e manutenção do peso saudável.
  • Vitaminas e minerais: informações sobre metabolismo, absorção e transporte de vitaminas e minerais (em especial cálcio e magnésio). Esses dados são importantes para auxiliar a elaboração do plano alimentar para cada perfil genético.
  • Sensibilidade Alimentar: variações genéticas individuais podem causar reações adversas para certos tipos de alimentos. Esse módulo identifica a predisposição à intolerância e/ou sensibilidade alimentar.
  • Alimentação e bem-estar: atenção especial a doenças, como síndrome metabólica, doenças cardiovasculares e diabetes. A análise visa contribuir para a melhoria da saúde e bem-estar.
  • Capacidade antioxidante e destoxificante: o módulo analisa a predisposição genética para combater o acúmulo de toxinas e o excesso de radicais livres no organismo.

Fit Sport: Mapeamento genético das fibras musculares

O bom desempenho nos esportes depende, também, da predisposição genética de cada indivíduo. O FitSport 2.0 é um teste que faz análise do DNA e investiga aspectos fisiológicos com o intuito de definir:

  • Qual esporte é mais indicado para cada pessoa

●      De que forma é possível alcançar a máxima performance

●      Qual melhor programa de treinamento

●      Como manter a boa forma física.

O mapeamento possibilita traçar um programa de tratamento personalizado ao apontar informações como:

●      Predisposição para o tipo de esforço: orienta a força de resistência ou a força de explosão;

●      Capacidade de lipólise: eficiência do organismo em promover a eliminação de gordura do corpo;

●      Capacidade de antioxidante: eficiência do corpo em viabilizar a eliminação de toxinas produzidas pelo exercício físico;

●      Resposta inflamatória: comportamento do corpo em reparar e regenerar o músculo esquelético depois após eventos de lesão.

Quer saber mais alguma informação?